Intervenção artística “NÓS”

A Lápis de Seda é uma companhia composta por bailarinos com e sem deficiência intelectual e múltipla, que busca a inclusão por meio da arte, com a dança como ferramenta essencial e meio propulsor de transformações importantes às descobertas do próprio corpo e da própria identidade, de um propósito amplo de reconhecimento do sujeito enquanto indivíduo e de ocupação do seu lugar na sociedade. A Agência Ganesha desenvolveu o projeto gráfico e os materiais de divulgação de “NÓS”,  o novo trabalho da Cia Lápis de Seda, dirigida pela diretora e coreógrafa Ana Luiza Ciscato.

“NÓS” é uma intervenção artística, que une dança e tecnologia e aprofunda a investigação sobre aspectos que dizem respeito ao universo subjetivo dos bailarinos e bailarinas, trazendo à cena angústias, preocupações, insights e descobertas relacionadas às suas vivências cotidianas.

A intervenção acontece nos dias 24 e 25 de junho, no MULTI Open Shopping e poderá ser assistida também no Canal da Cia no You Tube, a partir do dia 24, às 19h (acesso gratuito). A escolha por uma linguagem, com a performance presencial de somente dois bailarinos, complementada por uma produção audiovisual, foi uma nova possibilidade no atual momento, em que novos formatos de comunicação – especialmente nas plataformas virtuais – foram potencializados. “Pensamos numa alternativa ‘segura’ de realização, buscamos a aproximação com o público, com a natureza, com a cidade, interferindo nas relações que nelas se estabelecem”, explica a diretora da companhia. Ana Luiza diz que essa intervenção híbrida “se apresentou como uma possibilidade muito próxima a um conceito importante da Cia, que é sempre buscar a ‘contaminação mútua’ entre artista e transeunte, palco e plateia.” 

Os “NÓS”

De acordo com a definição conceitual da Cia Lápis de Seda para a nova produção, “NÓS” representa “as amarrações do coletivo, dos desafios da vida em sociedade”. Também pode ser “o nó de amarrar, de se entrelaçar, de dar um nó na cabeça: diversos tipos de violência e bullying praticados cotidianamente contra pessoas consideradas ‘com deficiência’, assim como sua própria percepção do mundo e das dificuldades e particularidades vivenciadas na busca pela auto expressão por meio do movimento (limitações, sensações, emoções e experiências variadas).” Abrangente, o conceito vai além, como define a própria Ana Luiza, ao destacar que a intervenção aborda os “nós” que existem em cada um, o que somos na essência e o que apresentamos ao mundo.

Ficha Técnica da intervenção

Direção artística e coreografia:
Ana Luiza Ciscato
Concepção e direção audiovisual: Antonio Rossa
Bailarinos : Ana Flavia Piovezzana, Aroldo Gaspar, Acadu, Deivid Velho, Fabiana Marques, Favio Yokomizo, João Paulo Marques, Maura Marques, Paulo Soares, Roberta Oliveira.
Intérprete: Claudia Passos (Incertezas, de Chico Saraiva e Luiz Tatit)
Produção: Cássia de Souza
Figurino: Julia Portela
Projeto Gráfico: Rafael Gonzaga (@GaneshaPress)
Assessoria de Imprensa: Linete Martins Assessoria e Consultoria de Comunicação